Fundação Cidade das Artes

Destaques da Programação

alcione rio orquestra peter brook

Música

07/04 a 07/10

ALCIONE ABRE A TEMPORADA DO INUSITADO CANTANDO CLÁSSICOS DA MÚSICA FRANCESA   Concebido com o objetivo de proporcionar a artistas renomados, de áreas distintas, novas possibilidades de experimentação criativa, o projeto Inusitado inaugura em abril, na Cidade das Artes, a sua terceira edição A programação desta temporada, que acontece sempre nas primeiras terças e quartas de cada mês, até outubro, traz espetáculos inéditos – e não convencionais – de  Alcione, Zélia Duncan, Anitta, Kassin, Lenine, Hamilton de Holanda e Cacá Diegues...

Música

25/04 a 29/04

O British Council e a ABO - Association of British Orchestras, em parceria com a Cidades das Artes, promoverão a 2ª Conferência Internacional MultiOrquestra com o tema A Orquestra e a Cidade, uma realização vinculada às comemorações dos 450 anos da Cidade do Rio de Janeiro Para a 2ª Conferência Internacional MultiOrquestras são aguardados cerca de 350 profissionais de algumas das mais destacadas orquestras e organizações internacionais, britânicas e brasileiras...

Teatro

30/04 e 01/05

O que nos teria levado de volta a The Suit  – uma peça que já tinha viajado pelo mundo por tantos anos com texto em francês? A resposta é bem simples: nada no teatro permanece imóvel; alguns temas simplesmente se esgotam e outros anseiam por voltar à vida Tudo começou na África do Sul, nos anos 50, quando um brilhante autor negro, Can Themba, escreveu um conto intitulado The Suit (O Terno)...

Eventos Recentes

1 Páscoa na Cidade das Artes - Contação de histórias e caça aos ovos 04/04 Arte e Educação As mediadoras da Sala de Leitura preparam uma atividade para celebrar a Páscoa. Leitura do livro “O Coelhinho que não era da Páscoa”, da autora Ruth Rocha, e na sequência uma divertida caça aos ovos pela Sala de Leitura. Vagas limitadas a 30 crianças. Inscrições pelo telefone 3325-0448 [+] saiba mais 1 OSB - Série Rio 450 anos IV 04/04 Música SÉRIE RIO 450 ANOS IV [+] saiba mais 1 Histórias de Tia Nastácia com a contadora Eliza Morenno 07/04 Arte e Educação Inspirada no livro infantil “Histórias de Tia Nastácia”, de Monteiro Lobato, Eliza Morenno apresenta três contos tradicionais do folclore brasileiro: Peraltagens do Saci, A festa no céu e O macaco de galho em galho. [+] saiba mais 1 Gabriel Santana – Contos Europeus – Homenagem a Hans Christian Andersen 08/04 Arte e Educação Dois contos escritos pelo escritor dinamarquês Hans Cristian Andersen. Em "O velho e seu neto" um velhinho que sofre com os maus tratos da nora e com a omissão do filho até ser salvo pela ingenuidade e sensibilidade do neto. Em "A pequena vendedora de fósforos" uma menina tenta vender fósforos na noite de Natal, mas só recebe o desprezo e a indiferença dos transeuntes. [+] saiba mais 1 Cristino Wapichana 15/04 Arte e Educação O escritor, contador de histórias e palestrante Cristino Wapichana irá falar sobre a história da cultura indígena e a relação do seu povo com o mundo atual.    [+] saiba mais 1 Caçadas de Pedrinho com Fátima Café 18/04 Arte e Educação Para apresentar “Caçadas de Pedrinho”, Fátima Café conjuga as possibilidades interpretativas do teatro de animação com a arte milenar dos contadores de histórias, buscando apoio nas histórias de Monteiro Lobato. Utilizando títeres com diferentes técnicas de manipulação o espetáculo é apresentado de forma descontraída estimulando a participação da platéia. [+] saiba mais 1 Show do Quarteto Pedro Amorim de Choro 18/04 Arte e Educação Apresentação em homenagem ao Dia Nacional do Choro que é comemorado no dia 23 de abril em razão do nascimento de Pixinguinha.     Distribuição de senhas uma hora antes na bilheteria. [+] saiba mais 1 Show “Rodinha de Música” 25/04 Arte e Educação Show "Rodinha de Música" com o grupo Brincando de Papel O grupo Brincando de Papel apresenta um show para bebês com cantigas infantis (“O sapo não lava o pé’’, “Fui no tororó’’, ”Marcha soldado” “Pintinho amarelinho“, “Borboletinha“, “O pato”, etc.) onde as crianças e bebês participam ativamente com instrumentos musicais de brinquedo e interagem com fantoches, papel colorido, bolinhas de sabão etc. Vagas limitadas a 40 crianças. Inscrições pelo telefone 3325-0448 [+] saiba mais 1 Sarau do POVEB e lançamento do livro ProtoPoemas de Aluizio Resende 25/04 Arte e Educação O grupo de poetas do POVEB (Poesia Você Está na Barra) convida para um divertido sarau e para o lançamento do novo livro do poeta Aluizio Resende. [+] saiba mais rio orquestra RIO ORQUESTRA 25/04 a 29/04 Música O British Council e a ABO - Association of British Orchestras, em parceria com a Cidades das Artes, promoverão a 2ª Conferência Internacional MultiOrquestra com o tema A Orquestra e a Cidade, uma realização vinculada às comemorações dos 450 anos da Cidade do Rio de Janeiro. Para a 2ª Conferência Internacional MultiOrquestras são aguardados cerca de 350 profissionais de algumas das mais destacadas orquestras e organizações internacionais, britânicas e brasileiras. Nesta oportunidade, que se constituirá num único e excepcional showcase, a Cidade das Artes, com o apoio do British Council, apresentará um  Encontro de Orquestras - RIO ORQUESTRA 2015. Orquestras consagradas, conjuntos instrumentais formados por universitários e jovens residentes em comunidades de vulnerabilidade social estarão na programação, ocupando todos os espaços da Cidade das Artes e mostrando como são amplas as fronteiras da música.    ORQUESTRAS E CONJUNTOS INSTRUMENTAIS NA PROGRAMAÇÃO   CONCERTOS ESPECIAIS | ABERTURA E GRATUITOS Concerto de abertura para os participantes da Conferência - Scottish Ensemble, diretor artístico Jonnathan Morton quarta-feira, dia 29, Grande Sala, - Orquestra Maré do Amanhã quarta-feira, dia 29, Grande Sala, 13h15, Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro - Grupo de Cordas, regente Juliano Dutra    CONCERTOS ESPECIAIS | INGRESSOS A  R$ 1,00  domingo, 26, Grande Sala, 11h, Orquestra Sinfônica da UFRJ e Coro, regente André Cardoso domingo, 26, Teatro de Câmara, 16h30, Academia Juvenil da Orquestra Petrobras Sinfônica, regente Felipe Prazeres segunda-feira, 27, Sala 1, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo,  terça-feira, 28, Grande Sala, 20h30, Orquestra Filarmônica de MG, regente Marcos Arakaki quarta-feira, dia 29, Grande Sala, 13h15, Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro   CONCERTO ESPECIAL DA SÉRIE ESMERALDA OSB |  VALOR DE INGRESSO DA SÉRIE ESMERALDA  domingo, 26, Grande Sala, 18h, Orquestra Sinfônica Brasileira, regente Yalchin  Adigezalov   INGRESSOS   Ingressos a partir de R$1 na bilheteria da Cidade das Artes nos dias dos concertos.  Concertos gratuitos - distribuição de senhas,uma hora e meia antes de cada concerto: Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro - Grupo de Cordas e Orquestra Maré do Amanhã Orquestra Sinfônica Brasileira - Série Esmeralda - ingressos pela ingresso rápido         [+] saiba mais peter brook Peter Brook 30/04 a 01/05 Teatro O que nos teria levado de volta a The Suit  – uma peça que já tinha viajado pelo mundo por tantos anos com texto em francês? A resposta é bem simples: nada no teatro permanece imóvel; alguns temas simplesmente se esgotam e outros anseiam por voltar à vida. Tudo começou na África do Sul, nos anos 50, quando um brilhante autor negro, Can Themba, escreveu um conto intitulado The Suit (O Terno). «Isto mudará nossa vida e nos trará fortuna», disse ele à esposa, mas o destino decidiu de outro modo. O apartheid decidiu de outro modo. Assim como aconteceu com todos os autores negros, vivos ou mortos, os livros de Can Themba foram banidos e ele exilou-se na Suazilândia, onde logo morreu de pobreza, tristeza e alcoolismo. Só muitos anos depois é que foi possível transformar em peça de teatro o texto de Can Themba. A primeira versão surgiu em Joanesburgo, no Market Theatre, versão que foi para Londres e, mais tarde, transformou-se numa nova adaptação com título em francês: Le Costume. Para o trio de Uma Flauta Mágica reunir-se novamente para apresentar The Suit na língua de origem (inglês) foi um processo bem natural, permeado de músicas de diversas fontes, de Schubert a Miriam Makeba, executadas e cantadas por um pequeno grupo de atores e músicos. Assim teve início uma nova aventura. Esperava-se que o conto The Suit do escritor sul-africano Can Themba mudasse a vida de sua esposa. Tragicamente, as restrições impostas pelo apartheid fizeram com que essas mudanças tomassem um rumo inesperado. Themba precisou exilar-se na Suazilândia, suas obras foram proibidas na África do Sul e ele morreu de alcoolismo antes que seu texto mais conhecido fosse adaptado para o teatro por Mothobi Mutloatse e Barney Simon, no Johannesburg’s Market Theatre, na recém-liberada África do Sul dos anos 1990. O renomado diretor Peter Brook já adaptara essa versão teatral e viajara com ela em turnê. O espetáculo era então falado em francês. Agora, porém, decidiu ele dar nova vida à obra fazendo-a retornar à língua de origem. Num trabalho conjunto com a colaboradora de longa data Marie-Hélène Estienne e o compositor Franck Krawczyk, a peça foi adaptada e musicada, bebendo em fontes musicais tão diversas quanto Franz Schubert e Miriam Makeba. A história de The Suit centra-se em Philomen, um advogado de classe média, e sua mulher Matilda. O terno mencionado no título pertence ao amante de Matilda e é deixado para trás quando Philemon apanha em flagrante o casal clandestino. Para castigar a mulher, Philemon faz Matilda tratar o terno como se este fosse um convidado de honra. Ela precisa alimentá-lo, dar-lhe atenção e sair frequentemente com ele a passeio, a fim de que tivesse a constante lembrança de seu adultério. A história transcorre em Sophiatown, um populoso reduto destruído pelo apartheid pouco depois de Themba ter escrito seu conto. O lugar é tão personagem da peça quanto o infeliz casal, e, com um elenco diminuto, a direção consegue infundir vida e energia a esta nova adaptação teatral.   [+] saiba mais alcione INUSITADO | 2015 07/04 a 07/10 Música ALCIONE ABRE A TEMPORADA DO INUSITADO CANTANDO CLÁSSICOS DA MÚSICA FRANCESA   Concebido com o objetivo de proporcionar a artistas renomados, de áreas distintas, novas possibilidades de experimentação criativa, o projeto Inusitado inaugura em abril, na Cidade das Artes, a sua terceira edição. A programação desta temporada, que acontece sempre nas primeiras terças e quartas de cada mês, até outubro, traz espetáculos inéditos – e não convencionais – de  Alcione, Zélia Duncan, Anitta, Kassin, Lenine, Hamilton de Holanda e Cacá Diegues. O idealizador e curador da série, André Midani – um dos nomes mais importantes da indústria fonográfica brasileira nos últimos 60 anos –, responde pela seleção do elenco, mas deixa a cargo dos artistas a escolha e elaboração do que será apresentado. “Os artistas têm carta branca para pensar e executar quaisquer ideias que venham à cabeça, com a condição de que estas estejam fora dos padrões normais de suas trajetórias. É uma oportunidade para saírem da zona de conforto e emprestarem frescor ao processo criativo”, explica Midani.   Alcione canta em francês Atração de abertura do evento, Alcione mostrará nos dias 7 e 8 de abril um repertório composto exclusivamente por clássicos da música francesa, gênero que remete ao início de sua carreira, quando interpretava na noite carioca canções de Charles Aznavour, Michel Legrand e Yves Montard, entre outros. Sucessos destes artistas, ao lado de outros standards, são a base do espetáculo da cantora maranhense, cujo repertório inclui “Ne me quite pas”, “Ton nom”, “Non, je ne regrette rien”, “Je t’aime e “L’été 42”. “Conheci Alcione em 1969, cantando na noite do Rio. Era uma moça muito bonita e chamava atenção por cantar em francês e tocar pistão. Sua pronúncia era perfeita”, lembra o curador.  “Um tempo depois, por uma opção de mercado, ela se enveredou pelo universo do samba, assumiu o português e ganhou as rádios de todo país”. A “Marrom”, como também é conhecida, criou gosto pela música francesa ainda durante a infância, em São Luís, no Maranhão. Filha de maestro, era estimulada em casa para abrir os ouvidos para todos os estilos musicais, numa época em que canções do país europeu tinham presença constante nas rádios brasileiras. A diretora geral do espetáculo Solange Nazareth buscou inspiração na obra de Toulouse-Lautrec – pintor francês notório por retratar a vida boêmia parisiense no final do século XIX, além de ter revolucionado, à época, o desenho gráfico dos cartazes publicitários – para conceber a cenografia. Mais intimista do que os habituais, o show terá a presença de  alguns integrantes da Banda do Sol,  grupo que acompanha a cantora em suas turnês, e será registrado em CD/DVD pelo Canal Bis, com lançamento previsto em 2016, via Biscoito Fino e Marrom Music.   Zélia Duncan homenageia Milton Nascimento Nos dias 5 e 6 de maio será a vez de Zélia Duncan subir ao palco do Teatro de Câmara, com um show baseado inteiramente na obra de Milton Nascimento, em formato de recital.   A sequência do projeto contará com apresentações (cujo teor será anunciado mais adiante) de Anitta (2 e 3 de junho);  Kassin (7 e 8 de julho); Lenine (4 de 5 de agosto); Hamilton de Holanda (1 e 2 de setembro) e Cacá Diegues (6 e 7 de outubro).   Nas edições anteriores, a série promoveu espetáculos idealizados por músicos, cineastas e atores, como Arnaldo Antunes, Andrucha Waddington, Blitz, Elza Soares, Erasmo Carlos, Fernanda Montenegro, Frejat, Lenine, Paula Toller e Ney Matogrosso. As performances incluíram uma mistura de samba com música eletrônica proposta por Elza Soares; um recital de poesia em que Arnaldo Antunes explorou de maneira singular as possibilidades fonéticas da língua portuguesa; e o encontro de Fernanda Montenegro com a Velha Guarda da Mangueira, no qual a atriz declamava letras emblemáticas do lendário grupo para introduzir as canções que seriam executadas em seguida.    Os ingressos estão à venda no site da Ingresso Rápido e você também pode  adquirir entradas para os sete shows de estreia de uma vez só, por meio do sistema de assinaturas  www.ingressorapido.com.br          [+] saiba mais