Fundação Cidade das Artes

Notícias » As histórias de Augusto Pessôa

Setembro de 2013

dia 02, Segunda

As histórias de Augusto Pessôa

augustop

Neste último sábado, o autor e contador de histórias Augusto Pessôa marcou presença na Sala de Leitura da Cidade das Artes, trazendo histórias e adivinhas para o público. Os contos populares selecionados para essa tarde divertida foram “A rã e o Boi”, “João sem medo”, “Mussa”, e “O macaco e a velha”, sendo que alguns deles estão presentes nos livros publicados pelo autor: “Macacada” e “Bá e as Visagens”.

Em entrevista, Augusto diz que a experiência de contar histórias é revigorante: ”Não importa o seu estado, depois de contar histórias você se sente outra pessoa”. E foi por contar histórias que ele também passou a escrevê-las. Seu primeiro convite para escrever foi para um livro com as histórias que ele mais gostava de contar, chamado “Felizes para Sempre”. Hoje, o autor já possui 14 livros publicados.

Ele ainda não conhecia o espaço, mas achou o local maravilhoso. Disse que o público precisa conhecer melhor e aproveitar esse ambiente de cultura.

A Sala de Leitura é uma parceria da Cidade das Artes com o Rio Design. Acompanhe a nossa programação pelo site. Os eventos são gratuitos.

Demais notícias

Agosto de 2014

dia 27
Quarta

As Cores de Frida

Frida Kahlo nasceu no dia 6 de julho de 1907, em Coyoacán, México, filha de pai alemão e mãe mestiça mexicana.  Segundo a artista, que tinha várias irmãs, viveu em um ambiente feminino desde criança, mas sempre foi agarrada ao pai.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 25
Segunda

Um poema bem pequeno

A palavra haicai surgiu no Brasil, advinda do termo japonês haiku. Os poemas são formados por três linhas, com cinco sílabas ou caracteres na primeira e última fileiras, e sete sílabas ou caracteres na segunda.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 24
Domingo

Um dos últimos românticos

Sergei Rachmaninoff nasceu em 1873 em Semyonovo, na Rússia. Vindo de uma família nobre, o jovem foi apresentado ao piano pelos seus pais,  pianistas amadores.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 23
Sábado

O legado teatral da província de Okinawa

A cultura japonesa é muito admirada mundialmente pelo cuidado e perfeição com que mantém as tradições. O Reino de Ryukyu desenvolveu uma forma de expressão única e independente, com influências do Japão e China, onde teatro, dança e música contam as histórias do cotidiano de seu povo.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 22
Sexta

O grande compositor romântico

Frédéric François Chopin nasceu no dia 1º de março de 1810, no Ducado de Varsóvia ,dominado pelo Império Russo, filho de uma pianista polonesa e um professor francês expatriado. Sua família transitava entre a nobreza e a burguesia da Polônia o que deu ao  menino a uma infância culta.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 20
Quarta

Um concerto para não esquecer

A abertura da festa dos 60 anos da OSESP  anunciou o que viria, uma noite para ficar na memória. Quando as primeiras notas soaram, apoteóticas, todos no recinto sentiram no corpo a vibração da música viva.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 19
Terça

Uma conversa com Silvia Mecozzi

A artista plástica Silvia Mecozzi, que está expondo na mostra O Artista e a Bola, conversou conosco sobre sua carreira, suas influências e os rumos da arte no Brasil e no mundo. Adoramos trocar essa ideia com você, Silvia.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 18
Segunda

Fado para emocionar a alma

A terceira apresentação do Festival de Fado foi feita pela fadista Raquel Tavares, que se apresentou no Brasil pela primeira vez e fez inúmeros agradecimentos ao Rio de Janeiro e aos cariocas, pela hospitalidade. Também elogiou a beleza da cidade e mostrou sua gratidão à Cidade das Artes pela organização de um festival tão especial.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 17
Domingo

O Fado de Hoje

As ruas de Alfama criaram vida, sábado, na Cidade das Artes. Sejam as ruas das casas de fado tradicionais, em que músicos, poetas e boêmios se encontram, ou as ruas de hoje, enfeitadas pelo brilho das luzes neon.

[+] leia mais

Agosto de 2014

dia 16
Sábado

Camané

Camané nasceu Carlos Manuel Moutinho Paiva, em 22 de dezembro de 1967. Ainda cedo, recuperando-se de uma malária, o menino descobriu a coleção de antigos clássicos de fado de seu pai.

[+] leia mais