Fundação Cidade das Artes

Programação » Medalhas de Ouro do Piano - Vadym Kholodenko

Evento Encerrado

Medalhas de Ouro do Piano - Vadym Kholodenko

vadym

Release

A série MEDALHAS DE OURO DO PIANO apresenta em 2014, na Cidade das Artes, três extraordinários jovens pianistas vencedores dos concursos internacionais de piano de maior prestígio no mundo.


Programação

21 de Setembro – 17 horas

VADYM KHOLODENKO (27 anos) – Pianista vencedor do Concurso Internacional Van Cliburn nos Estados Unidos

 

Programa: Liszt, Debussy e Stravisnky

 

Em 2013, Vadym Kholodenko venceu o 1º Prêmio e o prêmio de “Melhor Intérprete de Música de Câmara” no Concurso Internacional Van Cliburn, nos Estados Unidos. Ele também recebeu o 1º Prêmio no Schubert Piano Competition  (2012, Alemanha) e 1º Prêmio no Sendai Piano Competition (2010, Japão).

 

Kholodenko foi convidado pelo Maestro Valery Gergiev para ser artista em residência do Teatro Mariinsky, onde se apresentou em várias ocasiões. Tocou também sob a direção de Leonard Slatkin, Yuri Bashmet e Vladimir Spivakov na Europa, Estados Unidos e na Ásia. Recentemente, Vadym tocou com a Orquestra da Filadélfia, recebendo a unanimidade do público e da crítica especializada.

Música

Informações Gerais

Datas

21/09

Horários

17:00

Local

Cidade das Artes

Sala

Sala I

Preços

Plateia: R$ 30,00

Em caso de compra de ingresso pelo call center ou pelo site é possível escolher somente o setor que você deseja. O próprio sistema identifica as cadeiras livres no setor escolhido e emite os ingressos referentes aos lugares vagos. Comprando o ingresso diretamente na bilheteria da Cidade das Artes é possível escolher setor e cadeira.

Demais Eventos da Programação

freud Freud e a Mulher 06/03 Arte e Educação Convidamos vocês, no dia 6 de março em homenagem ao dia Internacional da Mulher, para dialogarmos sobre este tema tão complexo e apaixonante que é o feminino.  “ O que quer uma mulher “? Questão que Freud deixou para que os poetas respondessem.... “ A mulher não nasce mulher, ela torna-se mulher” Simone de Beauvoir Tal qual uma esfinge nunca decifrada, a mulher encarna o enigma para todo sujeito, e para ela mesma, que, como sujeito dividido, também náo tem acesso ao próprio mistério – “continente negro” Através de algumas personagens – Camile Claudel e Adele H – discutiremos sobre este enigma  do feminino, nessas mulheres que se destruíram por amor.... Lacan , Psicanalista francês, afirma que “ A mulher não existe”. O que implica no fato de que uma mulher se inventa uma a uma...Ser homem ou mulher não é uma questão de anatomia, mas de discurso, dirá Lacan. Propomos abordar um tema corriqueiro: Dominadores X Dominadas na relação homem e mulher. Para  Freud, a descoberta do inconsciente e da psicanálise é uma tentativa de respostas à questão do feminino .   Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, Marli Bastos, psicanalista, autora do livro “Frida Kahlo: Para-além da Pintora” trará um pouco de Frida Kahlo para o nosso encontro. Frida Kahlo é uma artista mexicana com importante participação cultural no México, produtora de uma belíssima obra pictórica e depois de passar por inúmeras cirurgias, após um acidente, surge uma grande artista com toda a sua feminilidade. [+] saiba mais osb RIO 450 ANOS I - ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA 07/03 Música RIO 450 ANOS I - CIDADE DAS ARTES [+] saiba mais manoel Homenagem a Manoel de Barros com a Cia. Solo 07/03 Arte e Educação Com música, poesia, conversa e criatividade, vamos conhecer os poemas de Manoel de Barros. Um sarau em homenagem ao poeta que descobriu a poesia contida na infância, no ócio e na percepção além da forma. Após o Sarau com a Cia. do Solo, as crianças poderão colorir, ajudar na montagem e acabamento de um singelo móbile, feito por Cristiana Queiroga (que adora invenção!), para colocarmos na sala de leitura e marcarmos então, com o trabalho coletivo, este dia tão especial em homenagem ao poeta. [+] saiba mais osb RIO 450 ANOS II - ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA 08/03 Música RIO 450 ANOS II - CIDADE DAS ARTES [+] saiba mais lucia Conversa com a escritora Luciana Sandroni 11/03 Arte e Educação Conversa com a escritora Luciana Sandroni sobre seus livros, em especial, o livro “A História do Rio de Janeiro através da arte”. [+] saiba mais manoel Homenagem a Manoel de Barros – Dia Nacional da Poesia 14/03 Arte e Educação Homenagem a Manoel de Barros – Dia Nacional da Poesia [+] saiba mais flavia Conversa com a escritora Flávia Lins e Silva sobre seus livros. 18/03 Arte e Educação Flávia Lins e Silva é escritora e roteirista, com mais de 15 livros publicados para crianças e jovens, entre eles a série “Diário de Pilar” – “Diário de Pilar na Grécia” “Diário de Pilar na Amazônia”, “Diário de Pilar no Egito”, “Diário de Pilar em Machu Picchu” – cujos direitos foram vendidos para Argentina, México, Alemanha, Polônia, China e França; “Mururu no Amazonas”, ganhou o prêmio de melhor livro juvenil, em 2011, pela FNLIJ e hoje integra o acervo da Biblioteca Nacional de Paris, da White Raven – biblioteca de Munique, e da biblioteca do Congresso Americano. Em 2004, ganhou uma bolsa da Eisenhower Fellowship para se especializar em entretenimento para crianças e passou dois meses nos Estados Unidos conversando com editoras e produtoras de filmes para crianças e jovens. Em 2011, Flávia terminou o Máster de Literatura Infantil e Juvenil pela Universidade Autônoma de Barcelona e atualmente faz mestrado em Literatura Infantil e Juvenil pela Universidade de Roehampton, na Inglaterra. A autora também escreve roteiros para cinema e televisão, foi roteirista da TV Globo durante 15 anos e criou o seriado “ Detetives do Prédio Azul”  para o canal Gloob que já está na sétima temporada. Lançou também dois livros da série DPA: “Detetives do Prédio Azul – primeiros casos” e “Os mistérios de Mila”.  www.flavialinsesilva.com.br [+] saiba mais 1 Aula-espetáculo: O enlace do sonho com o desejo - A desmontagem da Bela Açogueira 18/03 Arte e Educação A escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano promove uma aula-espetáculo proferida por Antonio Quinet com a oficina da Cia: a teoria de Freud sobre o sonho como realização de desejo, acompanhado da encenação teatral com as diversas cenas que a paciente de Freud associa a esse sonho.  Distribuição de senhas a partir de 1h antes. [+] saiba mais back2black BACK2BLACK 20/03 a 21/03 Música Programação inclui shows de Angelique Kidjo, Linton Kwesi Johnson e Dennis Bovell, Planet Hemp, Damian “Jr. Gong” Marley,Stromae e LENINE + Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz, além de tributo a compositores cariocas negros A sexta edição carioca do Back2Black, além de artistas em ascensão e nomes emblemáticos da diversificada cena musical africana,   trará para o holofote a música da Jamaica e celebrará os 450 anos do Rio de Janeiro, cidade que abriga o festival desde que ele foi criado, em 2009.   Serão 14 shows distribuídos entre os dois palcos instalados na Praça da Cidade das Artes. No Palco Rio, o maior deles, se apresentarão apenas os nomes consagrados, enquanto o Palco Cidade será dedicado a encontros entre artistas novos e veteranos. A intenção é intercalar as apresentações entre ambos os espaços para que o público possa assistir à maioria dos shows do festival.   Antes dos shows, o Teatro de Câmara vai ser palco de conferências sobre a cultura e a música negra, organizadas pelo escritor angolano José Eduardo Agualusa. E também da exibição de filmes. Estão programados um documentário sobre o kuduro  e um outro sobre a marrabenta, estilos de música-dança típicos de Angola e Moçambique, respectivamente. Para integrar os shows de música com a programação das palestras e filmes, o festival agendou a apresentação de grupos dos dois estilos nos palcos do andar térreo. O de marrabenta terá no comando os músicos Mingas e Moreira Chonguiça.   A música dá o tom do Back2Black, mas o evento sempre primou por montar amplo painel da cultura negra em todas suas manifestações artísticas. O que inclui a identidade visual do festival, cuja direção de arte deste ano foi confiada à consagrada cenógrafa Daniela Thomas. Animações e projeções em vídeo, orquestradas por Jodele Larcher, também vão contribuir para a ambientação do evento em atmosfera afro-moderna. Rico Lins assina o design. [+] saiba mais osb RIO 450 ANOS III - ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA 21/03 Música RIO 450 ANOS III - CIDADE DAS ARTES [+] saiba mais as As Coisas 24/03 a 25/03 Teatro A Companhia de Teatro Portátil mergulhou no universo lúdico do livro “As Coisas” de Arnaldo Antunes para criar um musical infantil, que será apresentado nos dias 24 e 25 de março às 14h, na Grande Sala da Cidade das Artes. O livro mistura prosa e poesia feitas para a sua filha Rosa, quando começava a descobrir as coisas ao seu redor, aos três anos de idade. Coisas, coisas, muitas coisas. São tantas coisas que nos cercam que só a poesia é capaz de dar conta. No palco, os atores conduzem uma divertida banda de rock, uma boneca falante, brincam de fazer cinema ao vivo e apresentam os poemas do livro de Arnaldo Antunes musicados, narrados e encenados de forma divertida e contagiante. Dinâmico e interativo, o musical é indicado a crianças e adultos de todas as idades. “Já apresentamos o espetáculo em outros espaços e percebemos que os pais conhecem bem a obra do Arnaldo e se divertem tanto quanto as crianças”, garante o diretor Alexandre Boccanera. Especializados na linguagem da animação, os atores da Cia Teatro Portátil brincam com pequenos objetos de plástico achados na areia da praia e os transformam em coisas que não caberiam dentro do teatro como o sol, o mar, a árvore, o elefante. O livro “As Coisas” recebeu o Prêmio Jabuti de Poesia, em 1993, foi adotado pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), Ministério da Educação (MEC), Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FAE) e Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, em 1996.  Programação Gratuita [+] saiba mais jazz Brasil Jazz Fest 27/03 a 29/03 Música Um concerto especial com Wynton Marsalis e a Jazz at Lincoln Center Orchestra marcará a edição comemorativa de 30o aniversário do mais longevo festival de jazz do país. Agora rebatizado como brasiljazzfest e sob o patrocínio da empresa Rede, o evento criado em 1985 pelas irmãs Monique e Sylvia Gardenberg celebrará a data, entre os dias 27 e 29 de março, no Rio de Janeiro e em São Paulo, com uma agenda que inclui ainda o supergrupo americano The Cookers, o quarteto do saxofonista porto-riquenho Miguel Zenon e os trios do pianista norueguês Tord Gustavsen e do brasileiro André Mehmari. A programação e o início da venda de ingressos serão anunciados após o carnaval.   Sob curadoria do jornalista e crítico musical Zuza Homem de Mello, do músico, arranjador e produtor musical Zé Nogueira e do produtor Pedrinho Albuquerque, parceiros inseparáveis de Monique, a edição 2015 do festival ocupará o palco principal da Cidade das Artes, no Rio, e utilizará duas locações paulistanas: a Sala São Paulo e o Auditório do Ibirapuera.   “Ao longo de três décadas, o festival se manteve como uma realização de peso na área musical do país e como uma vitrine de inúmeros músicos consagrados ou na iminência de se consagrarem que, reunidos numa lista, representam o que há de melhor e mais significativo e consequente no jazz e na música instrumental brasileira desses 30 anos. De tal modo que quem tenha tido a oportunidade de acompanhar todas as edições pode se considerar um verdadeiro diplomado em jazz. Sem sair do Brasil”, enfatiza Zuza. [+] saiba mais INUSITADO | 2015 07/04 a 07/10 Música A CIDADE DAS ARTES RECEBE NOVA TEMPORADA DA SÉRIE “INUSITADO”   Garanta a sua presença nos shows de estreia adquirindo a sua  assinatura   Grandes artistas brasileiros em um desvio de rota de suas trajetórias. É essa a proposta do Inusitado, que retorna à Cidade das Artes com espetáculos ainda mais abrangentes a partir de abril.   O projeto já recebeu grande nomes como Erasmo Carlos, Elza Soares, Arnaldo Antunes, Fernanda Montenegro, Frejat, Paula Toller, Ney Matogrosso e muitos outros. Arnaldo Antunes, por exemplo, trouxe um espetáculo poético, onde explorou as possibilidades fonéticas de várias maneiras inusitadas. Já Elza Soares apresentou o encontro do samba com a música eletrônica. Fernanda Montenegro, por sua vez, recebeu no palco da Cidade das Artes a Velha Guarda da Mangueira e, enquanto recitava poemas, a escola fazia sua apresentação.   Mais uma vez à frente da curadoria, André Midani reforça o caráter de experimentação do evento, cujo objetivo é deixar os artistas completamente livres para executar suas ideias [+] saiba mais