Fundação Cidade das Artes

Programação » Sementes de Paz - Ilana Pogrebinschi

Evento Encerrado

Sementes de Paz - Ilana Pogrebinschi

sementes


Se você tivesse uma semente e pudesse escolher o que dela nasceria, o que você escolheria? Ilana Pogrebinschi narra contos de paz para florescerem no natal e no ano novo! A contadora utiliza bonecos de papel machê, de pano e convida as crianças a participarem da última história. Todos os contos serão entremeados por canções natalinas tocadas ao violão e flauta transversa.

Após a atividade, as crianças plantarão as suas sementes para levar para casa.

Arte e Educação

Informações Gerais

Datas

06/12

Horários

15:00

Local

Cidade das Artes

Sala

Sala de Leitura

Classificação Etária

5 Anos

Programação Gratuita

Demais Eventos da Programação

​Interlocuções: Psicanálise e Literatura 10/03 a 28/07 Arte e Educação ​ Interlocuções | Psicanálise e Literatura Joyce com Lacan é o que propomos para 2017   Iniciaremos com a leitura do romance de James Joyce "Um retrato do artista quando jovem" (1916). A tradução recomendada é de Bernardina da Silveira Pinheiro publicada em 2006. O escritor tornou-se célebre por sua experimentação com a linguagem. Joyce explora ao máximo a linguagem. Inventa-se artista quebrando frases, picando palavras, desmantelando falas impostas. "A literatura depois dele não pode mais ser o que foi antes.  Os encontros serão realizados nos dias 10 e 24/03  |  07/04  |  05 e 19/05  |  02, 16 e 30/06  |  14 e 28/07 - sextas-feiras.   Grupo de estudo quinzenal  ​C​oordenadores Gilda Pitombo Mesquita e Marília Flores [+] saiba mais Precisamos falar sobre Shakespeare | "Rei Lear" 17/03 a 23/06 Arte e Educação Precisamos falar sobre Shakespeare | "Rei Lear"   Rei Lear é uma apaixonante tragédia, que trata de loucura, velhice, vaidade, integridade... Vamos nos encantar com a riqueza de Shakespeare, a partir de genial narrativa e personagens inesqueciveis. O grupo de leitura  | estudo é aberto a todos que desejam falar sobre Shakespeare, e tem ênfase na articulação com a psicanálise. Os encontros serão realizados nos dias  17 e 31/03  |  28/04  |  12 e 26/05  |  09 e 23/06  - sextas-feiras   Grupo de estudo quinzenal  Coordenadora Lísia Filgueiras, psicanalista [+] saiba mais Exposição Vicente de Mello | Utopia Lírica + Fugitivo 01/04 a 28/05 Artes Visuais Utopia Lírica Em Utopia lírica, quis desenvolver uma visão particular sobre a arquitetura e o urbanismo da cidade, como se o que já se conhece dela e o que é relembrado fossem as camadas que originam uma “transvisão” – não um desvio, e sim uma nova ordem: uma leitura subjetiva e atemporal. Brasília representou, para a fotografia, algo semelhante que foi para a arquitetura: um marco no modernismo fotográfico do país, que resultou em registros incessantes que logo levaram a certo desgaste imagético. Fotografei os lugares conhecidos e também os pouco comentados, como a torre de TV  projetada por Lucio Costa, os edifícios funcionais, militares e religiosos de Oscar Niemeyer, procurando encontrar uma fagulha que desencadeasse uma imagem vigorosa.   Fugitivo  Um farol náutico congelado é um projetor de cinema em transe, um facho continuo que projeta um só fotograma sem imagem, límpido e branco. Fugitivo é uma instalação dentro das práticas criada por Hélio Oiticica e Neville de Almeida, do QUASI-CINEMA que são experiências com o uso dos recursos cinematográficos ou referentes a ele.Velhos spots de fotografias reunidos em uma única torre, são refugos da memória física e da transformação das utopias.  A luz que atraem os insetos é a mesma que revela imagens fulgazes nas telas. A mesma que alerta e emociona. Do cinema vem a tridimensionalidades das latas de transporte de filmes de 70 mm, dos anos sessenta, latas que guardei por 36 anos a procura de uma nova significação. Nos espaços das latas para identificação dos filmes, imagens impressas de faróis náuticos em várias cromaticidades, referenciando  evolução das películas , do preto e branco ao magenta do esmaecimento dos Technicolors. Fugitivo se mimetiza a todos os espaços, de cubos neutros à espaços em estado de abandono. O grande deflagrador da instalação é que qualquer arquitetura se amalgama à obra,  em uma unidade própria das intervenções em espaços não programados ( cantos, quinas, porões, depósitos ...). O farol que guia para fora do perigo, é o mesmo que atrai, como a doce perversão do canto das nereidas, traiçoeiras para armadilhas mortais, como o cinema que inebria e transporta para universos efêmeros. [+] saiba mais Enfim, Sexta! 07/04 a 08/12 Música "Enfim, Sexta!" Toda sexta-feira uma apresentação gratuita pra você! Venha curtir o melhor da música brasileira. O projeto contará com a presença de artistas renomados da música brasileira, que se apresentarão todas as sextas-feiras ao longo do ano, a partir das 18h. O público poderá desfrutar de uma programação totalmente gratuita na Praça da Cidade das Artes, com grandes nomes da música. O projeto inicia na primeira sexta-feira do mês de abril. Inicialmente serão duas atrações a cada sexta, sendo uma atração principal e a segunda a definir.   Confira a programação já confirmada:   05/05 - Dorina, Tempero Carioca e Thauan El Pavuna.       [+] saiba mais Jorginho de Carvalho | Oficina de Iluminação Compartilhada | “A Construção de uma Iluminação Cênica” 18/04 a 03/05 Outros Realização: AIA - Atelier de Iluminação e Associados  "O Iluminador Jorginho de Carvalho irá compartilhar seu processo de criação da Iluminação cênica do novo espetáculo "Cão Sem Plumas", da Cia. de Dança Deborah Colker com os integrantes da oficina. Esta Oficina tem como público alvo todas aquelas pessoas que se identificam ou atuam com as linguagens das artes cênicas. Nosso foco será direcionado para o acompanhamento de um processo criativo de construção de uma Iluminação Cênica profissional." Os participantes terão a oportunidade de acompanhar a criação da Iluminação Cênica do novo espetáculo da Cia. De Dança Deborah Colker, "Cão sem Plumas".     O espetáculo é baseado na obra do autor pernambucano João Cabral de Melo Neto e é a 11ª criação do Iluminador Jorginho de Carvalho junto à Companhia.     Será proposta uma imersão no universo da  Iluminação Cênica, desde os primeiros ensaios à efetiva criação e execução do plano de luz na Grande Sala da Cidade das Artes.   [+] saiba mais Era Só Por Uma Noite... (Guerra Doce) 22/04 a 30/04 Teatro Baseada em uma história real, Guerra Doce trata da vida de três pessoas completamente diferentes. André estuda filosofia, pinta quadros e leva uma vida libertina. Um jovem descolado e leve. Gustavo, um empresário bem sucedido, conservador e acabara de ser traído por sua esposa. Carol dança e canta na noite para pagar a faculdade e é apaixonada por André. Um encontro inesperado em um bar na final da Copa do Mundo de 1994 muda a rumo da vida deles. No desenrolar da história a descoberta de uma doença terminal em um deles os leva a repensar sobre suas vidas. [+] saiba mais Cintia Barreto Cidade dos Contos | Oficina de Literatura Infantil e Juvenil 25/04 a 16/05 Arte e Educação O projeto “Cidade dos Contos” é uma parceria da cidade das Artes com a “Belazarte Realizações Artísticas” e apresenta na sala de leitura da Cidade das Artes, umaprogramação de apresentações literárias, palestras, oficinas de formação e aprimoramento de contadores de histórias, professores, agentes de leitura e amantes da palavra, escrita e falada.  Oficina de Literatura Infantil e Juvenil Panorama histórico da Literatura Infantil Brasileira. Fábulas, Contos de Fadas e Poesia: tradição e contemporaneidade. Aspectos da Literatura para Crianças. Principais temas, autores e ilustradores. A Lei 11.645/08: sugestões de livros de temáticas africanas e indígenas. Elaboração de plano de aula com livros infanto-juvenis. Confecção de livros artesanais.   Inscrições: saladeleitura@cidadedasartes.org ou 3325-0448  Exclusivo para professores, bibliotecários e agentes de leitura. ​50% de desconto para professores da rede municipal.  Mínimo de 8 pessoas para a realização do curso.  Capacidade: 30 vagas [+] saiba mais Comida, Diversão e Arte 25/04 a 13/11 Outros A CIDADE DAS ARTES tem prazer em apresentar o seu novo projeto: COMIDA, DIVERSÃO E ARTE. Terça-feira é o dia de falarmos sobre GASTRONOMIA, quarta é pra se DIVERTIR dançando e quinta é o dia das ARTES. A cada semana teremos diferentes atrações como oficinas, bate-papos, aulas de dança, exibições de filmes e muito mais. E o melhor, as atividades são sempre  gratuitas! O projeto é direcionado para adultos com energia de sobra para aprender e trocar saberes, sabores e muitas experiências. Confira a programação: 02/05 | COMIDA - LUIZ DR. BROWNIE Processo de produção e receita do Brownie 03/05 | DIVERSÃO - EVERSON COSTA Aula de dança com o professor 04/05 | ARTE - FILÓSOFO GUSTAVO CHATAIGNER Bate-papo " A Figura materna nas músicas dos Beatles e contra-cultura".   [+] saiba mais Movimento Brincacidade | A Criança e o Direito a Cidade 06/05 Arte e Educação O Movimento Brincacidade convida a todos para compartilharem um grande PicNic na praça da Cidade das Artes. É dia de celebrarmos e contemplarmos a Cultura da Infância. Ofereceremos a nossa tradicional Roda de Conversa com o Tema: A Criança e o Direito a Cidade. As crianças estarão em um espaço lindo com todas as possibilidades de se expressarem. Venha e traga seus deliciosos quitutes para compartilharmos.   Local: Jardim da Cidade das Artes (caso chova, a atividade será realizada em área coberta) Maiores informações pelo telefone 3325-0448 ou pelo e-mail saladeleitura@cidadedasartes.org     [+] saiba mais As Quatro Estações Portenhas | Johann Sebastian Rio | Domenico Nordio 13/05 Música Orquestra Johann Sebastian Rio e o premiado violinista italiano Domenico Nordio homenageiam Astor Piazzolla com uma noite portenha na Cidade das Artes - 13 de maio, sábado   A Orquestra Johann Sebastian Rio traz novamente ao Brasil o violinista italiano Domenico Nordio como solista convidado do concerto que acontece no dia 13 de maio, sábado, na Cidade das Artes. Eles apresentam As Quatro Estações Portenhas (1965-1970), do compositor argentino Astor Piazzolla (1921-1992) - originalmente criada para violino, guitarra elétrica, piano, baixo e bandoneón.   A obra é dividida em quatro: Verão Portenho (1964), Outono Portenho (1969), Primavera Portenha e Inverno Portenho (1970). A peça não foi criada a princípio como uma suíte em quatro movimentos, mas é apontada frequentemente como um contraponto moderno da célebre As Quatro Estações, de Vivaldi.  O termo ‘portenho’ refere-se à cidade de Buenos Aires, na qual Piazzolla se estabeleceu a maior parte da vida e absorveu suas principais referências musicas ligadas ao tango e ao clássico - que mesclou aos elementos de jazz trazidos do tempo em que viveu em Nova York.   "Escolhemos Piazzolla porque é um grande compositor que transita entre o clássico e o popular e essa característica também é uma marca registrada da Johann. Teremos novamente o prazer em receber um dos melhores violinistas da atualidade, o Domenico Nordio. Ele esteve aqui no ano passado e gravou com a gente o vídeo A Primavera Portenha, que está no nosso canal no YouTube. Agora o público terá a oportunidade de ouvir As Quatro Estações Portenhas na íntegra, em um local com uma das melhores acústicas da América Latina, a Sala de Música de Câmara da Cidade das Artes," comenta o violinista, maestro e diretor artístico da orquestra Felipe Prazeres.   O concerto integra o projeto de temporada da Johann Sebastian Rio patrocinado pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e empresa Rio Galeão, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.   [+] saiba mais Aulão de Afro Zuumba 13/05 Dança Dança é forma de comunicar-se com o mundo, expressar sentimentos e exercitar-se. Afro Zuumba trabalha o interior e o exterior. Em comemoração ao Dia das Mães a Cidade das Artes em parceria com African Pride Company apresenta Aulão de  Afro Zuumba.  Fácil acesso através do Terminal Alvorada com fartura de ônibus e BRT para toda cidade do Rio.   Professor Yemi – African Pride Company Prof Yemi, do African Pride é nigeriano e tem trabalho com afro-zuumba há 3 anos na cidade do Rio. Com vasta experiência em exercícios aeróbicos, ritmos afro, hip hop, ritmos afro latinos como salsa e merengue. Também é diretor dança profissional, diretor de arte e produtor de eventos. Para ele a dança é o elixir da vida, capaz de curar fisicamente e emocionalmente as pessoas, proporcionando bem estar para todas as idades.   Professor Luís Fernando – Life, fun, dance É coreógrafo e carrega uma filosofia de vida: Life, fun, dance: Vida, diversão e dança. Essas três palavras permeiam todas as ações do professor de dança. Luiz começou na dança desde pequeno, época que imitava seu ídolo Michael Jackson. Nos dias de hoje, o dançarino diz que tenta fazer igual ao finado astro: “Ser diferente e criativo com sua alegria – a dança – se preocupando em mudar e marcar positivamente a vida das pessoas. Maitrê de ballet, fez sua carreira como coreógrafo em uma emissora no Rio e teve diversas experiências internacionais disseminando a dança pó Ottawa, Toronto e Montreal, no Canadá. Dirigiu por 3 anos um espetáculo brasileiro em Milão na Itália. Atualmente possui um estúdio de dança na Zona Oeste do Rio, cujo a marinha é Viviane Araújo e o céu o limite.   Instrutora Jacqueline Felix Brasileira, natural do Rio de Janeiro é graduanda em educação física e realizou cursos da área de dança. Atua como professora do ensino fundamental. Apaixonada pela arte de se movimentar através da dança, é instrutora licenciada pela ZUMBA ®  nos módulo básico 1, tornando-se Zin. Faz formação para professora de dança solta em formação.   Instrutor Nil Silva Nil é brasileiro, natural do Rio de Janeiro. Formado em Educação Física pela UNISUAM, pós graduado Em Ed. Física Escolar pela UNISUAM e em Educação Física adaptada para pessoas com necessidades especiais pela GAMA & SOUZA. Atuou como bailarino na abertura dos Jogos PAN e ParaPAN 2007 realizados na cidade do Rio De Janeiro. Licenciado pela ZUMBA ® Desde 2014. Capacitado aos módulos ZUMBA ® básico 1, Acquazumba ®e African Ritmics Wolds by ZUMBA ®. Nil tem dado aulas zumba em toda cidade do Rio.   Instrutor Tião Barros É graduado em Educação física pela Universidade  Estácio de Sá e graduado em dança pela UFRJ. Com pós graduação em pedagogia pela UFRJ e mestre em Ciências da Saúde pelo Centro Educacional Plinio Leite com o tema sobre envelhecimento e socialbilidade. Atuou como Bailarino na Abertura dos Jogos PAN e ParaPAN 2007 realizados na Cidade do Rio de Janeiro, foi bailarino intérprete da Companhia Folclórica da UFRJ e professor substituto pela UFRJ, no curso de dança nas disciplinas fisiologia do exercício e cinesiologia. Possui licença pela ZUMBA® nos módulo: ZUMBA ® básico 1, basico 2; ACQUAZUMBA ®; ZUMBA STEP® 1 e 2; ZUMBA PRÓ SKILS ®; ZUMBA KIDS ®; ZUMBA GOLD ®; ZUMBA SENTAO ®.   Instrutora Débora Albernaz Brasileira, do Rio de Janeiro, Debora é formada em direito, pedagogia, psicopedagogia, psicanálise, TCC - Terapia Cognitivo Comportamental, educação física e dança solta. Atua como membro do Corpo Artístico Universidade Gama Filho, dançarina de danças de salão em cursos como Jaime Aroxa, Carlinhos de Jesus, instructor Zumba – Zin nos módulos básicos I e II e professora do ensino fundamental I.   [+] saiba mais Contação de histórias e oficina para o Dia das Mães com o Atelierê 13/05 Arte e Educação Na véspera do Dia das Mães o Atelierê irá realizar uma divertida contação de histórias: “Como surgiram as bonecas Abayomys”. As crianças também poderão confeccionar uma boneca e aprenderão a produzir jóais feitas de materiais reaproveitados para presentear as mamães. O Atelierê é um projeto itinerante que tem como força motriz a criatividade e vivencias de mulheres interessadas e comprometidas em proporcionar experiências brincantes que valorizem o desenvolvimento infantil. Convide os amigos e venha participar. 30 vagas para crianças Inscrições pelo telefone 3325-0448 ou pelo e-mail saladeleitura@cidadedasartes.org [+] saiba mais Uma Nota Que Elas Notam 26/05 Música Cidade das Artes recebe espetáculo “Uma Nota Que Elas Notam” Evento promove valorização da mulher e a feminilidade criativa A KA Produções Artísticas confirmou o próximo destino do Tour “Uma Nota Que Elas Notam” 2017. O projeto está a todo vapor e estreará no Rio de Janeiro em 26 de maio, na Cidade das Artes, Barra da Tijuca, com início às 20h. Neste evento, já estão certas as presenças de Fátima Souza, Karla Fioravante, Celina Borges, Andreia Zanardi, Suely Façanha, Dalva Tenório, bem como a participação especial de Aline Brasil, Ana Gabriela, Allyson Castro e Zezé Luz, que também será a homenageada da noite. O musical surgiu em 2010, em São Bernardo do Campo (SP), com o objetivo de homenagear as mulheres em suas mais diversas atuações na sociedade, mesclando vozes e carismas, estilos e o melhor da música cristã e secular. Esta é a 9ª edição do show e a primeira em solo carioca. Realizado no mês de maio, quando se recorda Nossa Senhora de Fátima, o musical aproveita para celebrar os 100 anos da aparição de Fátima e os 300 anos de Aparecida, exaltando a figura feminina e a sua importância no mundo. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail contato@kaproducoes.com, e nos acompanhe nas redes sociais. Sobre Andreia Zanardi Paranaense, da cidade de Colorado, Andréia deu seus primeiros passos no mundo musical aos 8 anos. Ela já tem dois CD’s solo lançados, sendo um deles produzido pela gravadora Paulinas no ano de 2003. A cantora também é formada em Hotelaria Hospitalar e tem uma ótima organização, cuida da agenda do grupo, auxilia a assessoria dos trabalhos e é convidada a fazer backing vocal em diversos CD’s católicos. Sua história com o grupo Cantores de Deus vem desde 2004. Sobre Dalva Tenório Paulista de nascimento e pernambucana de criação, Dalva tem uma bela caminhada como cantora no meio católico. São 30 anos de experiência solo e quase 20 junto ao grupo Cantores de Deus. Desde a infância teve contato com estúdios e gravações. Conheceu o Pe. Zezinho, scj, em 1994, quando recebeu o convite para cantar no CD "Quando a gente encontra Deus", que foi o início de seu incansável serviço de evangelização. Sobre Fátima Souza  Mãe, pregadora, pedagoga e ministra musical da Palavra de Deus, Fátima Souza teve uma infância muito próxima do Senhor e de Nossa Senhora. Desde os 14 anos começou a moldar seu dom para a música. Desde então, sempre se pôs como serva à disposição de Deus em sua Diocese.  Passou 7 anos como vocalista do Ministério Adoração e Vida, e hoje segue carreira solo, como missionária anunciando a Boa Nova por todo território brasileiro.   Sobre Karla Fioravante Integrante do Grupo Cantores de Deus, a cantora faz um trabalho de evangelização através da música há quase 20 anos. Escritora, psicóloga e musicoterapeuta, Karla mostra com sua vida e formação que podemos explorar o potencial que Deus nos dá com liberdade, alegria, responsabilidade e leveza. O musical "Uma Nota Que Elas Notam" tem a honra de ser dirigido musicalmente por ela desde a sua primeira edição. Karla também é escritora e está divulgando seu segundo livro: “Entre Tantos”.    Sobre Suely Façanha Com 20 anos de estrada, Suely Façanha está em uma nova fase de sua carreira musical. A cantora lançou recentemente seu nono álbum, intitulado “Jesus”.  Se reinventando como artista, ela conta com novos aspectos de público, linguagem, e até mesmo de sua estética e musicalidade a serviço da evangelização de uma maneira jovem, viva e dinâmica.  O repertório do novo álbum traz canções inéditas e baladas, que se tornaram características marcantes de Suely nos últimos tempos.   Sobre Celina Borges Com 30 anos de serviço por meio da Renovação Carismática Católica, Celina Borges se destaca pelas suas composições e pela voz forte.  Sua carreira começou como professora de piano.  As músicas em forma de oração são marca registrada do seu ministério.  A cantora já recebeu  o Troféu Louvemos nos anos de 2010 e 2013 nas categorias "Melhor intérprete feminino" e "Melhor compositor". Em 2016, realizou o lançamento de seu mais novo trabalho 'Quem é você?'. [+] saiba mais Atividade de Arte e Educação - Exposição Utopia Lírica | Vicente de Mello 27/05 Arte e Educação A atividade será uma visita guiada com o Vicente a sua exposição "Utopia Lírica" sobre o recorte fotográfico de Brasília. Após a visita o público será convidado a fotografar a Cidade das Artes com o olhar embasado na troca e conceito apresentado pelo Vicente. Cada participante deverá usar o seu próprio smartphone. Após os registros, cada participante escolhe sua foto favorita e a defende apresentando-a na televisão da Sala de Leitura. Essas imagens podem ser compartilhadas no Facebook da Cidade das Artes como registro da atividade. 30 vagas para maiores de 12 anos Obs: O participante deve trazer um smartphone ou celular que possa fotografar Inscrições pelo telefone 3325-0448 ou pelo e-mail saladeleitura@cidadedasartes.org   Vicente de Mello concilia investigações sobre elementos específicos da fotografia com questionamentos de caráter intimista. Possui ensaios sobre o corpo humano, paisagens, objetos e ambientes privados, mas seu interesse está voltado, sobretudo, para a luz, o tempo e a ideia de fragmentação.   [+] saiba mais Os opostos se atraem... 27/05 Dança “Os Opostos se Atraem” é um espetáculo de dança cuja montagem surgiu de uma criação coletiva utilizando diversas técnicas de teatro, ballet clássico e hip hop. Feita por jovens do projeto “Vidançar” apaixonados por dança, que se divertem em cena, contagiando a plateia ao levar diversão e entretenimento aos espectadores. Baseada no cotidiano dos alunos do projeto “Vidançar”, o espetáculo de dança que retrata as mais diversas situações do dia a dia. É um espetáculo cômico de estereótipos dos dançarinos, divertido e bem humorado; contagiante por natureza. A história retrata o cotidiano de uma escola de balé clássico que recebe alunos de dança de rua, que não tinham local para realizar os ensaios. No início percebemos uma rivalidade entre os grupos, mas no desenrolar da história, encontram semelhanças e afinidades, constatando que “Os Opostos se Atraem!” [+] saiba mais A Grande Ressaca 11 Comédias Inusitadas de Matéi Visniec 23/06 a 16/07 Teatro Nas peças que compõem essa peça, Matéi Visniec consegue, com o tom casual de uma conversa cotidiana, tratar dos mais importantes temas que dizem respeito à condição humana: o sentido da vida e da morte, o valor das coisas e das pessoas, a tensão entre indivíduo e sociedade. Organizadas em três grupos  - Fronteiras, Agorafobias e Deserto - , as peças surpreendem por seus desfechos inusitados e pela riqueza de imagens criadas: um fuzil empunhado como um violão; um sentinela que reduz um humano a um "documento válido"; um curso prático de mendicância e outras comédias improváveis. Nestas peças Matéi Visniec nos chama a atenção para o insólito do cotidiano que insistimos em ignorar. Um Teatro que faz sorrir pensando e pensar sorrindo. [+] saiba mais